Entreouvido no metrô

Este diálogo vem do blog Outras Considerações, escrito por Haroldo Mourão. É de julho deste ano, quando anunciaram que o Rush tocaria no Brasil – é neste fim de semana. Uma tomada de pulso de uma determinada galera, e ao mesmo tempo uma espécie de pesquisa qualitativa de como uma música de quarenta anos de idade chega num pessoal de menos de vinte. Os comentários entre parêntesis são do Haroldo. Nota: não sou de 72, e sim de novembro de 71. Mas acho que também tenho grandes chances.

Vagão do Metrô sentido Zona Sul quase lotado.

Ele – Alto, branco, magro, rosto cheio de espinhas. Camisa preta, calça jeans e tênis.

Ela – Um pouco mais baixa que ele, morena, magra, cabelos longos, rosto bonito. Camiseta, calça jeans e sandália.

Ambos com 17 pra 18 anos, por aí.

Ela – Não acredito que você não vai.

Ele – Tá muito caro.

Ela – Tô tentando convencer meu pai, mas ele só conhece “Tom Sawyer”. Ele não vai querer ir num show por causa de uma música.

Ele – Eu não vou pagar 500 reais pra ver Rush.

Ela – Nem do “Fly By Night” você gosta?

Ele – Não. Nem do primeiro, nem do “Moving Pictures”…nem do… sei lá…não gosto de nada deles. Acho brega.

Ela – Outro dia eu vi um vídeo sem noção deles. Tipo: Instrumentos brancos! Baixo, guitarra, bateria…piano branco! Ninguém merece.

Ele – Nunca vi.

(Nem eu.)

Ele – Mas era clip de qual música?

(Boa pergunta)

Ela – Não lembro.

(Boa resposta)

Ela – Você não gosta de Rush, mas gosta de Jethro Tull. Os clipes deles são muito mais bregas que os do Rush.

(Oi?)

Ele – Eu gosto da banda, não gosto dos clipes.

(Ah!)

Ela – O clipe de “She Said She Was a Dancer” é muito brega, mas tem umas paisagens maneiras.

(Onde é que ela quer chegar?)

Ele – Jethro Tull é bom ao vivo.

(Ok)

Ela – Você precisa ouvir “Waglhbluaf…”

(Incompreensível. Será que ela quis dizer Van Der Graf Generator?)

Ele – É prog?

(Se liga aí, mermão!)

Ela – É mais pra rock. Mas pra você que curte Grateful Dead , acho que é a sua cara.

(Fuckin’Dead Head dos infernos!)

Ele – Hmmm. Vou procurar. De que ano é essa banda?

Ela – Ah, 72, eu acho. Quando eu não sei de que ano é a banda ou a música, digo logo que é de 72. Tudo que foi feito em 72 tem grandes chances de ser coisa boa.

(Essa menina sabe das coisas.)

Ela – Fala a verdade, você não gosta mesmo do “Piper at the gates of dawn”do Pink Floyd ?

(Bitch.)

Ele – Não.

(Ih…Vai voltar pra casa sozinho! haha.)

Ela – Você prefere o “Atom Heart Mother”!! Tudo bem, tirando “if” que é um musicão…

Ele – E aquela que tem 23 minutos…musicão também!

(Não é hora de piadinhas, Mané!)

Ele – Tudo bem que ela poderia ter só 10 minutos e ainda seria um musicão.

Ela – Hahaha….

(Aê, garoto!)

Ela – Eu gosto do “Umagumma”. Quer dizer, só das instrumentais.

(Sei)

Ele – Posso falar uma coisa?

Ela – Pode.

Pausa.

(Vai !! Fala!!! Fala, porra!!)

Ele – O melhor disco do Pink Floyd é o Final Cut.

(WTF!!!)

Ela – Fala sério. Tá louco?

(Tá!)

Ele – Tô falando sério.

(Nerd)

Ela – Ainda bem que a gente só tá indo no cinema. Senão ia ter problema.

(…”E quem um dia irá dizer que não existe razão nas coisas feitas pelo coração”…Estação ArcoVerde. Fui!)

Anúncios

2 comentários em “Entreouvido no metrô

  1. Eduardo disse:

    Legal! Fora meu limitado conhecimento musical (Não sei classificar estilos de bandas, mas sei que algumas músicas me agradam ou não aos ouvidos), sei que entreouvidos podem ser um material muito interessante e inspirador para análises de qualquer tipo.
    Às vezes me divirto com coisas que ouço por aí (sem me denunciar, claro).

    • Edu, tive um professor de marketing que parava as compras de mês no meio para ficar seguindo outras pessoas por mais de uma hora no supermercado e analisar seus padrões de consumo. Já eu sou do tipo que, ao entrar na casa de alguém, vou direto (mais ou menos disfarçadamente) olhar os discos e livros que ela tem. Descobre-se maravilhas sobre as pessoas assim. Até.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s