A Ordem é Samba

Outro dia desses, fio ao aniversário de casamento de uns amigos, comemorado num dos muitos bares da Rua do Lavradio com grupos de samba tocando. O grupo era legal, foi divertido etc. E sobre as mesas encontrei o porta-copos que de um lado tinha uma marca de cerveja que se intitula Boa do Samba, e do outro:

O que me fez ficar encafifado de como é que o D2 foi parar ali. Ou seja, como foi este trajeto que o levou do Planet Hemp, um grupo rap rock (na indefectível definição da Wikipédia) ao rótulo de sambista.

À Procura da Batida Perfeita – Marcelo D2

Lembrei de uma frase que Jackson do Pandeiro gostava de repetir: tudo é coco. E quando ele tinha de definir o coco, dizia: é samba. Pode parecer um reducionismo tremendo, mas o fato é que funcionava na prática… Tudo, para ele, significava, baião, xaxado, xote, quadrilha, e diversos outros ritmos. Todos, de maneira diferente, eram samba.

O que me lembra então de um mapa que vi, há bastante tempo, que mostrava a área de influência do samba no Brasil, em diversos gêneros, sob diversas denominações. Além dos já citados em todo o Nordeste, a mancha colorida também se espraiava Brasil adentro (metáfora estranha, mas vá lá), em ritmos como o batuque e o cateretê, típicos do interior de São Paulo, Goiás, Mato Grosso. Todos, no fundo, eram samba, no sentido de terem sofrido sua influência. Um hipotético Jackson nascido por lá diria o mesmo que dizia o paraibano.

A Ordem é Samba – Jackson do Pandeiro

Esta, digamos, capacidade de infiltração do samba se deve a muitas coisas, mais do que caberiam aqui. Uma pista é o alcance da Rádio Nacional, que unificou o país musicalmente nos anos 1940 e 50, fazendo do samba carioca, e suas inúmeras variações, um modelo que interferiu nas formas regionais, assim como mais tarde o rock interferiu fazendo o manguebeat. Outra possibilidade é mais estritamente musical, que é o fato de a figura rítmica principal do samba, a síncopa, ser já o resultado de uma adaptação das divisões rítmicas negras ao compasso europeu, tema explorado, entre outros, por Carlos Sandroni, no seu excelente Feitiço Decente (veja aqui um artigo dele sobre a consolidação do ritmo do samba). Como diz Gilberto Gil, referindo-se à questão religiosa, mas bem aplicável aqui: tanto resistência quanto rendição.

Guinga e Aldir Blanc compuseram Influência do Jackson em referência à bossa-nova Influência do Jazz, de Carlos Lyra, que deplora esta influência sobre o samba e pede a este que volte para o morro para não ser um samba com notas demais. Ao contrário, Aldir acha a influência de Jackson benéfica (pelo visto não estranha um samba com divisões rítmicas demais), e diz:

Eu perguntei pra Edgá
pra Zé Danta e Alventim
pra Jão do Vale e Genivá,
Manezim, Surubim,
pra Zé Lagoa e pra Filó,
Jesuíno e Rosil:
-Oxente, gente,
quem me diz onde fica o Brasil?
-Vige, ele fica em Limoeiro
e em Caruaru,
é encarnado, branco e preto
o Cruzeiro do Su.

Influência do Jackson – Khrystal e Guinga, ao vivo.

A trajetória de Marcelo D2 não é tão diferente da do samba, que já foi colonizado e colonizador, se infiltrou em tantos ritmos regionais na esteira de um projeto político de  integração nacional, e hoje se infiltra novamente em ritmos que vieram na esteira de um projeto econômico de globalização mundial. Tanto resistência quanto rendição. D2 é apenas mais um Zé na Paraíba, como cantou José Gomes Filho – o Jackson do Pandeiro. A Paraíba é bem maior do que se pensava. E como tem Zé.

Anúncios

Um comentário em “A Ordem é Samba

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Rogério P. Caldeira and Hemp Family, Túlio Villaça. Túlio Villaça said: A Ordem é Samba: http://wp.me/pVVzd-kl […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s