Os cinco pontos cruciais para o músico que está começando

Achei este artiguete no blog Música Líquida, que por sua vez o trouxe e traduziu do Music Think Tank. É um trecho de uma entrevista dada à BBC pelos produtores Andrew Dubber e Bruce Warila, gente que sabe bem do que está falando. Eles parecem duros e taxativos às vezes – e são mesmo. Mas para mim fazem todo o sentido, principalmente nestes tempos de faça você mesmo, em que todo mundo quer falar e poucos se interessam por ouvir. Lembrei de uma frase do Chico Buarque na fala do jumento de Os Saltimbancos: Hoje todo mundo canta – como dizem aqueles que não sabem cantar…

1) Descontextualize primeiro, divulgue depois.

Artistas adoram suas música e suas canções, e deveriam mesmo. Entretanto, antes de se atirar em um ano se promovendo, se esforce em ter um feedback anônimo de pelo menos trinta amigos, vinte artistas e de dez profissionais da indústria da música. Se a maioria gostar de suas canções, aí divulgue-as. Caso contrário, volte para as aulas/estúdio e aprenda primeiro como fazer música “melhor”.

2) Não dê atenção a divulgadores que fizeram sucesso em 1999.

Ninguém tem a resposta de como obter e manter uma exposição no mercado de massa. Ninguém! Não me importo sobre o que alguém diz que conseguiu no passado; faça-o demonstrar o sucesso que conseguiu seis meses atrás.

3) Procure por produtores experientes.

Quando o negócio é fazer música, experiência é subestimada nesse meio. Os estúdios estão fora do negócio porque todo mundo é produtor/engenheiro de som. Encontre os mais experientes/bem sucedidos produtores, engenheiros de som e compositores que você puder achar. Dinheiro gasto num produtor bem sucedido ou num grande compositor lhe levará mais longe que gastar com um “expert” em divulgação.

4) Não siga sozinho.

É quase sempre perda de tempo! (Tradução: divulgue e colabore com outros artistas)

5) Aja como uma empresa de software.

Expanda sua definição de “banda” para incluir pessoas que cuidem de coisas como mídias sociais, produção de vídeo e desenvolvimento de software. Encontre alguém para ajudá-lo a usar a justa medida em seu negócio para compensar todos os envolvidos.

Anúncios
Esta entrada foi postada em Música.

2 comentários em “Os cinco pontos cruciais para o músico que está começando

  1. Mario disse:

    Não curto essas dicas. Arte não tem procedimento padrão, afinal. Do mais to gostando de conhecer o blog.

    • Mário, eu até gosto delas, mesmo relativizando. Na verdade, são menos sobre arte em si e mais sobre marketing e divulgação… Uma vez vi uma entrevista com os Engenheiros do Hawai, em que um deles disse que o artista deve ser uma santa na produção da arte, e uma prostituta na divulgação. É uma imagem radical, mas não discordo inteiramente. Sinta-se em casa no blog. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s