Quintas no BNDES e uma série

Entre dezembro/10 e janeiro/11, tive ao mesmo tempo o grande prazer e o incômodo de ser, ao lado do jornalista Jamari França e de representantes da Funarte e do Instituto Cravo Albim, um dos jurados responsáveis ela escolha dos 39 espetáculos musicais a serem apresentados no Projeto Quintas no BNDES.

O incômodo se deve ao fato de ter de dar notas para trabalhos artísticos, tarefa muito inglória. Como raio avaliar a qualidade de um trabalho em termos absolutos? E em termos relativos? Como comparar samba tradicional com canções de vanguarda? Música pop com choro? Pesquisa de música regional com qualquer das opções acima? Fica sempre uma sensação estranha na hora de botar os números no papel, e o pior é que depois, na reunião em que as notas são cotejadas, vê-se que a opinião alheia é totalmente outra, o resultado final não agrada a ninguém totalmente, não segue nada do que você tinha pensado, e mesmo assim, parece fazer sentido e fica ótimo, ao mesmo tempo que falta gente à beça. Bem que nós fizemos a sugestão de mudar o nome para Terças e Quintas no BNDES, para poder entrar mais gente…

Mas este incômodo foi largamente recompensado pelo prazer de ouvir uma quantidade de trabalhos de alta qualidade que eu nunca tinha ouvido nem falar, ou ficar atualizado e surpreso com o progresso de outros que não ouvia há tempos, e que em alguns casos vi começarem. Como não sou egoista, não quero ter este prazer sozinho (gostaria de ter dividido o incômodo com mais gente também, acreditem). Portanto, inauguro uma série de posts por aqui, abordando alguns desses trabalhos que me chamaram a atenção na escuta para a seleção do Quintas.

Os posts virão alternados com os de temática comum, analítica, que faço por aqui. Harerá gente entre os selecionados, entre os que ficaram como nomes de reserva, e entre os que nem entraram – isto porque, como eu disse, a decisão foi coletiva, e mesmo que um aspecto tenha me chamado a atenção em um trabalho, outro pode ter sido avaliado como mais fraco (olha o incômodo). De qualquer maneira, virão os trabalhos de artistas de estilos diversos, sempre com uma análise minha, que o blog é para isso, e os links para se conhecer mais e melhor. Vou inventar um símbolo para colocar na abertura dos posts de modo a identificá-los, e criar um modo de acessar a lista toda, à medida que for postando. Logo trago o primeiro.

Ah, e o resultado da seleção do Quintas BNDES deste ano pode ser consultado aqui. O calendário logo será divulgado. Estão todos convidados, é toda quinta – claro – às 19 horas, no auditório do BNDES – Av. República do Chile, 100, Rio de Janeiro. E de graça.

Anúncios
Esta entrada foi postada em Música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s