Sobre Palavras

Conforme avisei aqui, inicio uma série de posts em que trato dos nomes que me chamaram a atenção ao fazer parte do juri que escolheu participantes de 2011 no Projeto Quintas no BNDES. O logotipo ao lado identificará os posts, e colocarei acessível uma lista de links para eles. Iniciando os trabalhos:

Chico Saraiva tem um trabalho como compositor, Verônica Ferriani um como cantora, Mauro Aguiar um como letrista. O CD Sobre Palavras tem as características dos três combinadas – não amalgamadas. Chico musicou letras de Mauro, e depois chamou Verônica para cantar. O que me chamou a atenção foi que, embora nenhum dos três abra mão de suas características artísticas neste trabalho conjunto, nenhum deles escapa incólume: Chico teve de adaptar suas melodias à letra prévia de Mauro, Verônica teve de adaptar a voz tanto às melodias sinuosas de Chico quanto às letras cheias de aliterações e rimas internas de Mauro, e estas também receberam as interpretações precisas, mas pessoais de Verônica.

Tanto as letras quanto as melodias exploram e desenvolvem clichês de gênero – coco, samba, baião, mas com um descompromisso que inclui referências misturadas, às vezes privilegiando a sonoridade à significação imediata. A influência da parceria de Guinga e Aldir Blanc é bastante nítida, ainda mais que Mauro tem parcerias com Guinga. O selo de lançamento é Borandá, tirado de uma música de Edu Lobo, outra filiação clara, até pelo tratamento sofisticado dado a ritmos brasileiros.

A minha primeira audição, confesso, não foi muito fácil. As canções não facilitam a vida do ouvinte. A relação entre melodia e letra aqui é um desafio à dicção, e às vezes ao entendimento imediato da direção em que ambas vão. A sorte é que a voz de Verônica é limpa e branca (diz-se da voz sem vibrato e sem muito impostação), o que a leva bem próximo da simplicidade da voz falada mesmo quando ela encara (bem) as sinuosidades melódicas, enquanto  a sintaxe de Mauro às vezes é quase percussiva, e ai se encaixa à perfeição com o violão de Chico. Que, por sua vez, não tem sempre a preocupação de sublinhar a letra ponto por ponto com a melodia e harmonia – até porque nem sempre ela tem um significado imediato, às vezes prefere pintar paisagens – e sim de lhe dar um sentido geral, ser coerente com o todo e não necessariamente com o particular (por mais que haja detalhes como a melodia subindo repentinamente no verso me olha de cima em Salto Alto). Isso dá a cada composição uma cara própria, um clima particular.

Enfim, o que achei mais interessante neste trabalho é que ele é a junção de três outros distintos, e que de certa forma continuam distintos ao atuarem juntos. Não se fundem num só, mas contracenam uns com os outros. O resultado tem sua personalidade própria, resultado das interações entre os três, mas não é uno, é múltiplo. Não é um grupo, é um encontro. Um belo encontro.

Então, OK, vamos ao serviço: aqui você ouve (e compra se quiser) todo o CD Sobre Palavras (título referencial ao fato de serem melodias construídas sobre as letras prévias – aliás, o mesmo jogo de palavras do título deste blog – já começou bem…).

No Myspace: páginas do Chico Saraiva, da Verônica Ferriani e do Mauro Aguiar

Cabotino Coco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s