Efemérides – um ano de blog

Sou um novato na blogosfera. Visito às vezes blogs que estão fazendo cinco anos, seis, o Duas Fridas fez sete ontem! E vendo os já estabelecidos há tempos, percebo que só agora o meu começa a mostrar um pouco de sua personalidade. O que pede uma discussão mais aprofundada, por exemplo, sobre diferenças entre análise e crítica. Mas fica para adiante. Agora é hora de partir o bolo.

Um blog é, por definição, um work in progress. No que uma postagem vira para a página 2, a cara do blog muda. Mas sendo este um blog de análise e não de notícia, tento fazer com que ele seja um pouco diferente. O que escrevo aqui não tem datação certa, de propósito. Não tenho a pretensão de estar sempre up-to-date, antenado, de avisar da mais nova novidade, que fica velha em 10 minutos. O que mais gosto aqui é que posso falar de uma canção de 90 anos de idade ou de uma que acabou de ser lançada e que eu acho que será lembrada daqui a 90 anos, de um clássico conhecido por todos ou de um lado B (expressão velha) de um artista desconhecido. O que importa aqui é que a canção tenha desdobramentos, dê o que pensar, o que sentir, o que debater, o que dividir. Não falo aqui do que não me agrada, não dou Ibope para o que não tem interesse, não falo mal do que não gosto, não tenho interesse em combater o ruim, e sim destacar o bom. Portanto, fica o convite a quem quiser dar uma volta pelo blog e ler os artigos antigos – e se quiser estender a conversa nos comentários, será um prazer responder. Obrigado e abraços a todos.

Anúncios
Esta entrada foi postada em Música.

5 comentários em “Efemérides – um ano de blog

  1. Assis Furriel disse:

    Caro Túlio,

    passei para te dar os parabéns pelo aniversário do blog. O “Sobre a canção” é isso mesmo o que você disse quanto sua finalidade. E é por isso que gosto de passar por aqui de vez em sempre. Gosto desse seu jeito de comentar a música. Da forma como se utiliza desse espaço para o bem. O que falou sobre não comentar o que não gosta, mas sim, “destacar o bom”, já mostra que vale muito a pena lê-lo. Sim, seu blog mostra o sinal do bom gosto. Ainda que falesse sobre algo que não me agradasse tanto, tenho certeza, o texto seria bom. continue assim, nesse caminho! Boa música pra você!

    Chico Furriel

  2. Túlio,

    Escrever é um exercício que demanda sutileza,energia e reflexão: Como “forjar no trigo o milagre do pão”.

    Parabéns pelo espaço aqui criado e merecedor de comemoração.

    Abraços,
    Eliana Pichinine

    Nada melhor do que festejar a existência da música com a sua própria mensagem:

    O Cio da Terra

    Chico Buarque
    Composição : Milton Nascimento / Chico Buarque

    Debulhar o trigo
    Recolher cada bago do trigo
    Forjar no trigo o milagre do pão
    E se fartar de pão

    Decepar a cana
    Recolher a garapa da cana
    Roubar da cana a doçura do mel
    Se lambuzar de mel

    Afagar a terra
    Conhecer os desejos da terra
    Cio da terra, a propícia estação
    E fecundar o chão

  3. dufas disse:

    Parabéns, Túlio, vida longa a este blog que neste primeiro ano já delimitou sua identidade e conquistou minha atenção e preferência. “Tamos juntos” no propósito de não ampliar a voz dos imbecis e reparar no bem e no bom (do oposto já há muitos a se ocuparem).
    Aquele Abraço,
    Helê

  4. Eliana, Helena, obrigadíssimo pela atenção e carinho. E vamos estendendo as redes. Beijões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s