Contra o fascismo

Esta série é formada por artigos tratando de canções que se opõem ao autoritarismo em todas as suas formas, e em particular ao pensamento que formatou o governo Bolsonaro e promoveu uma hipnose coletiva nas eleições de 2018, numa forma de comunicação de massa típica destes regimes. A música popular brasileira, por suas próprias características formativas, significa e simboliza o absoluto oposto deste projeto de poder. A série seleciona canções que trazem isto de modo explícito e atuam para desmontá-lo peça por peça.

A Antropofagia contra o fascismo (Esteticar – Tom Zé)

O homem cordial contra o fascismo (Lero-lero – Edu Lobo e Cacaso)

O Carnaval contra o fascismo (Sambas-enredo de Salgueiro e Mangueira – 2019)